Besthome | Capital gaúcha ganha espaço inovador de educação
15765
post-template-default,single,single-post,postid-15765,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Capital gaúcha ganha espaço inovador de educação

Tudo foi pensado para proporcionar um ambiente inovador voltado ao ensino de excelência. Assim pode ser resumido o Campus Unisinos Porto Alegre. Inspirado em referências internacionais, o novo ambiente reúne tecnologia e funcionalidade em um local de aprendizagem integrada, baseado nos pilares da inovação, cultura e ação social.

O empreendimento representa um investimento aproximado de R$ 200 milhões em uma área total construída de 55 mil m², com estacionamento de aproximadamente mil vagas, além de bicicletário. Os projetos e as obras foram gerenciados pelo Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum. O projeto, que começou em 2012, triplicou a capacidade de atendimento da universidade na capital. O prazo de entrega de 22 meses, estipulado pela Unisinos no início do trabalho, foi rigorosamente cumprido.

Segundo o diretor de Negócios e Relações Internacionais da Unisinos, Cristiano Richter, a Unisinos creditou à Joal Teitelbaum a confiança de obter um resultado positivo, dentro tanto do escopo financeiro quanto da qualidade e segurança do trabalho em todos os processos da obra. “Um investimento desse porte necessita de grande celeridade e transparência na gestão”, afirma Richter. Essa necessidade foi suprida com o Sistema Gerencial Integrado (SGI) da Joal Teitelbaum, que oferece tecnologia avançada de gerenciamento de obras de construção e montagem industrial com padrão de classe mundial.

Localizado na avenida Nilo Peçanha, 1640, o Campus contribui para uma capital mais inovadora, sustentável e cultural. A Torre Educacional, cujas atividades começaram neste semestre, tem oito andares e capacidade para até 8.000 alunos, em três turnos. Abriga salas de aula, espaços moduláveis, laboratórios e biblioteca, além de oferecer iluminação natural e total isolamento acústico. As paredes das salas de aula foram revestidas por uma tinta especial para possibilitar uma metodologia diferente e proporcionar a construção coletiva do conhecimento, envolvendo estudantes e professores. Podem ser riscadas e facilmente apagadas. Os móveis foram desenvolvidos de forma especial para a universidade, em parceria com professores e escritórios de design, e contam com rodízios que possibilitam a criação de diversos formatos.

Uma entrega para Porto Alegre

O empreendimento entrega uma série de contrapartidas para a cidade a partir do Termo de Compromisso firmado com a Prefeitura. Entre elas estão o alargamento da avenida Nilo Peçanha, para implantação de uma pista adicional e de ciclovia, e uma passarela que interliga o Campus e o Colégio Anchieta, com acesso público pelas calçadas.

COLOCAR AQUI FOTO TEATRO

A capital também ganhará um novo teatro, o que representa mais espaço para cultura e arte. Pensando em exibir diferentes manifestações artísticas, o Teatro Unisinos será versátil e poderá assumir o aspecto tanto de uma sala de concerto quanto de um teatro italiano. Ligado à Torre Educacional da Unisinos, contará com 600 lugares. O ambiente conta com um projeto arquitetônico inovador e acústica diferenciada. Terá à disposição equipamentos de iluminação cênica e sonorização de última geração e servirá de casa para a Orquestra Unisinos Anchieta.

Sustentabilidade

Uma obra sustentável é aquela que segue um processo construtivo ambientalmente responsável, a fim de minimizar os impactos negativos sobre o meio ambiente e promover a economia dos recursos naturais. Os empreendimentos concebidos sob essa ótica também demonstram compromisso social, pois buscam a melhoria na qualidade de vida daqueles que ocupam suas instalações. “Assim foi pensado o Campus”, destaca Richter.

O empreendimento conta com telhados e paredes verdes, que têm eficiente isolamento térmico que compensa parcialmente a área impermeável utilizada pela edificação. Também acumulam parte do volume das chuvas e diminuem a quantidade de água nas redes públicas de drenagem.

Todos os controles de iluminação e climatização estão também integrados a um sistema de automação que permite o completo gerenciamento e atendimento dos principais parâmetros de desempenho.

O novo Campus tem uma ampla área verde, com aproximadamente 500 mudas, de diversas espécies, que foram plantadas em uma área de preservação ambiental. As fachadas ventiladas melhoram a eficiência energética do prédio, diminuindo o consumo do sistema de refrigeração.

O projeto gerenciando pela Joal Teitelbaum também prevê o reúso de água da chuva para irrigação dos telhados e paredes verdes e jardins. Esse sistema é composto por reservatórios e filtros de tratamento comandados por um sistema automatizado. Além disso, o sistema de climatização é inteligente, com acúmulo de água gelada para melhoria do desempenho energético.

“Temos ampla experiência nessa área. Criar processos e inovações tecnológicas próprios com foco na sustentabilidade está no nosso DNA. Nossas técnicas de melhoria da qualidade, produtividade e preservação ambiental são reconhecidas por instituições de credibilidade”, informa o diretor da Joal Teitelbaum, Claudio Teitelbaum. E destaca: “Somos membros do United States Green Building Council (USGBC) e do Green Building Council Brasil (GBC Brasil) e atuamos na implementação de processos de gerenciamento da sustentabilidade para novos empreendimentos que buscam adequar suas instalações seguindo esses conceitos”.

Espaço Unisinos: conexão e convivência

Previsto para inaugurar no segundo semestre, o Espaço Unisinos é um lugar de convivência e de serviços de conveniência no Campus. Um ambiente e atmosfera únicos, de pessoas interessadas em inovação, informação, trabalho, cultura, cuidado pessoal, lazer e fácil acesso a diversos tipos de serviços. O local abrigará uma diversidade de negócios, como papelaria, gráfica, cafés, restaurantes, estética, espaço de coworking. O espaço terá uma estrutura mais aberta e com áreas de convivência verdes, o que proporcionará ao público uma sensação de estar passeando ao ar livre, porém, com mais conforto.

Seguindo as tendências das principais universidades americanas, que também apresentam espaços de convivência e serviços próximo ao Campus, o Espaço Unisinos servirá muito bem à região e a todos os acadêmicos. As empresas Tornak e DLegend estão à frente da gestão do local.

Novo Campus apresenta sala de aula do futuro

O Campus Unisinos Porto Alegre é um lugar de encontros. Ele foi projetado para o convívio: para promover a empatia, incentivar práticas coletivas e estimular o processo de aprendizagem em todas as suas instalações, sobretudo na sala de aula, que é onde mais transparece essa relação.

Na capital, o mobiliário e o próprio desenho das salas rompem blocos conceituais clássicos em busca da inovação por meio de interações. “O projeto responde à necessidade de manifestar o potencial de uma ideia longe dos hábitos das estruturas verticais e hierarquizadas”, destaca o professor Giulio Palmitessa, que participou dos estudos para a criação desses ambientes.

Na prática, essa proposta fica evidente na possibilidade de reorganização dos móveis e na configuração diferenciada do espaço como um todo, características que dão vida às salas da universidade. Classes e cadeiras têm rodinhas, paredes são riscáveis e há divisórias que ampliam a área. Tudo facilmente transformável.

Para desenvolver esses espaços, a Unisinos buscou referências no design e apostou no conhecimento de parceiros corporativos e especialistas da casa. Foram anos de pesquisas, que culminaram em um projeto de Sala de Aula do Futuro, um ambiente de estudos habilitado a comportar múltiplas dinâmicas e guiado pelo conceito CCC – comunicar, criar e compartilhar.

“Esse conceito segue uma metodologia desenvolvida em três fases, que acompanha a flexibilidade dos ambientes de ensino visando a posição comunicativa do professor articulador, os processos criativos de aprendizagem dos alunos e, por último, os ambientes que compartilham a conexão dentro e fora da sala de aula”, detalha Giulio.

A sala do Campus Porto Alegre nasce, portanto, a partir do conceito de flexibilidade e é a aplicação prática do conhecimento da Unisinos. Dentro dela, o mobiliário é considerado uma alavanca para impulsionar a construção do saber, uma ferramenta para que professores e alunos concebam juntos as práticas acadêmicas mais adequadas às necessidades e aspirações da turma.

“Uma sala dura, sem movimento, cria dificuldades para que professor e alunos façam algo diferente. Uma sala flexível permite que a turma tenha uma interação mais forte, que possa escrever em todos os cantos, desenvolver trabalhos em grupo, formar ilhas ou semicírculos. A mobília apoia esse processo todo”, compara o diretor da Unidade Acadêmica de Graduação, Gustavo Borba.

Uma nova biblioteca

A biblioteca está mais tecnológica, com automação nos serviços de empréstimo e devolução. “O novo serviço, com foco em um suporte mais rápido e eficiente, permite que o próprio usuário realize o seu atendimento, otimizando o tempo e proporcionando uma experiência autônoma na biblioteca”, conta a gerente administrativa das bibliotecas de São Leopoldo e Porto Alegre, Luciana Curra.

Além dessa modernização, o espaço também terá o serviço Book Express, autoatendimento scanner, orientação ao uso das normas ABNT e capacitações para uso de bases de dados. Outro serviço é a ficha catalográfica, que estará disponível, sem custo, para os alunos de mestrado e doutorado da Unisinos que tenham bolsa de estudos CAPES ou CNPq.

Unisinos é a melhor universidade privada da região Sul

A notícia foi divulgada em março deste ano, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Na trilha da excelência acadêmica, a Unisinos conseguiu ainda outras importantes colocações: melhor graduação privada do Brasil, pela quarta vez consecutiva, e terceira melhor universidade particular no ranking brasileiro.

Os dados são da avaliação divulgada pelo Ministério da Educação (MEC). Os números mostram a nota da universidade pelo Índice Geral de Cursos (IGC), que foi de 3,52. Os resultados obtidos combinam as avaliações da graduação e as notas da pós-graduação (mestrados e doutorados) atribuídas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

“Esse resultado é o espelho de um processo de planejamento contínuo e execução qualificada na busca pela excelência acadêmica”, destaca o diretor da Unidade Acadêmica de Graduação, Gustavo Borba. Para ele, o importante é ver que as ações que estão sendo planejadas e executadas pela Unisinos estão efetivamente dando resultado.

A posição de melhor graduação entre as universidades privadas do país considera os conceitos dos 55 cursos avaliados no último triênio. Em 2016 foram avaliados 23 cursos. Entre esses, cinco conquistaram nota três; 17 obtiveram nota quatro; e a graduação de Relações Internacionais, do Campus Unisinos Porto Alegre, conquistou nota 5, que é a avaliação máxima concedida pelo MEC a um curso.

Com relação à conquista da melhor graduação, Borba acredita que o resultado se deve a uma entrega qualificada que professores e funcionários fazem para os alunos na construção de cursos inovadores. Esses cursos atendem às questões curriculares do MEC, mas também trazem elementos de inovação que fazem a diferença na formação acadêmica. “É importante ressaltar que uma parte desse conceito está relacionada à nota que os alunos tiram no Enade e à seriedade com que eles encaram essa prova, na qual demonstram efetivamente o conhecimento que construíram na Unisinos”, enfatiza.

Segundo o diretor, é fundamental valorizar a participação dos estudantes. “Os alunos são nossos parceiros nesse processo”, salienta. “Na prática, esse resultado é a consolidação de um trabalho coletivo entre professores, funcionários e alunos na construção efetiva do conhecimento e na transformação dos cursos em profissões que têm grande futuro”, finaliza.

Confirmação da solidez da Unisinos

A representatividade do empreendimento confirma o compromisso da Unisinos com o desenvolvimento harmonioso do Rio Grande do Sul por meio da educação de qualidade, inclusiva, com foco no empreendedorismo. Por outro lado, segundo o reitor da Unisinos, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino, esse processo dá continuidade à inserção internacional da instituição embasada na pesquisa e em formas de ensino e aprendizagem ligadas às profundas transformações que o conhecimento humano enfrenta. “A Unisinos exerce sua liderança tornando-se parceira das melhores causas da sociedade e cultura contemporâneas. Vivemos os inícios difíceis do ciclo da economia do conhecimento e da quarta revolução industrial, que não existiriam sem a formação acadêmica de boas universidades de pesquisa em contínua interação com o setor produtivo”, relata.

 

Com o objetivo de formar lideranças engajadas em desenvolver o planeta de maneira sustentável, Pe. Aquino afirma que o ensino da instituição visa permear as práticas de aprendizagem e sensibilidade com a preservação e o manejo dos recursos naturais. “Essa política institucional fará com que os futuros profissionais responsáveis pela tomada de decisão sejam engajados nesse sentido para servir à evolução de Porto Alegre e das novas formas de globalização”, reafirma.

 

BOX

Dimensões da obra

4.700 m² de cortinas de concreto com tecnologia de solo grampeado

13 mil cargas de terra

3.340 lajes pré-moldadas

1.400 caminhões betoneiras para pisos de concreto

A área de impermeabilização soma mais de três campos de futebol oficiais

12 mil m² de pisos de basalto

14 mil m² de piso vinílico

5.500 m² de vidros

120 toneladas de aço em estruturas metálicas

260 km de cabos elétricos

54 km de tubulações de proteção contra incêndio