Besthome | Construção do Bairro Quartier é considerada um avanço a Pelotas
15816
post-template-default,single,single-post,postid-15816,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Construção do Bairro Quartier é considerada um avanço a Pelotas

Fruto de um projeto transformador – capaz de reunir os mais avançados conceitos de Urbanismo Sustentável e Qualidade de Vida com a preservação ambiental, design inteligente e baixa emissão de carbono –, a obra do Bairro Quartier, planejado para a cidade de Pelotas e desenvolvido pela Joal Teitelbaum em parceria com a Terrralune, tem animado os empreendedores do entorno.

Projetado pela equipe de Jaime Lerner Arquitetos Associados e repleto de soluções de sustentabilidade urbana, o empreendimento que está sendo erguido em um terreno de 30 hectares na continuação da Avenida Dom Joaquim (uma região residencial de alta valorização em Pelotas) promete retorno positivo não só para os futuros moradores, mas também para boa parte da população.  Finalizada, a obra deverá se tornar um bairro multifuncional e multiuso, servindo à moradia, trabalho e lazer, ao reunir simultaneamente unidades residenciais, mall, hotel, escritórios, lojas, minimercados, clínicas médicas, entre outros atrativos que o Arquiteto Jaime Lerner denomina de “acupunturas urbanas”.

Localizado perto do Centro, próximo às saídas rumo a Rio Grande e à BR-116, o novo bairro tem fácil acesso a universidades e outros pontos importantes da cidade, a exemplo da Escola Mario Quintana – que atende 1.2 mil estudantes do maternal ao terceiro ano do Ensino Médio – e do Centro Clínico da Unimed Pelotas. “O Quartier é um bairro que vai proporcionar para a comunidade pelotense um ambiente de alto padrão”, comenta o diretor geral da escola, Kauê Campos Valério. “Nosso público tende a morar em imóveis de um bom padrão de qualidade – e acredito que as unidades que serão comercializadas no Quartier podem atender muito bem às famílias de nossos alunos”.

No que se refere à questão de mobilidade urbana, Kauê Valério destaca a vantagem que algumas pessoas terão de proporcionar aos filhos a facilidade de morar próximo à escola – que fica a cerca de um quilômetro de distância, mais precisamente no bairro Três Vendas. “Nossos alunos que residirem no Quartier poderão ir de bicicleta, ou até a pé, diminuindo o uso de carros.” Além de não precisar percorrer longas distâncias, ainda sobra mais tempo para curtir a vida em um bairro transformador, ressalta o diretor da Mario Quintana.

Fundada em 1995, a instituição é reconhecida no Estado por ser exigente na questão de conteúdo e de disciplina. Prova disso, são os resultados de 2017, quando a maioria dos alunos que terminaram o Ensino Médio ingressaram direto na universidade. “De 10 vagas para Medicina dentro do PAVE (programa segmentado que realiza provas por etapas), nove foram dos nossos alunos”, informa Kauê Valério. Dentro dos planos de inovação da escola, ele destaca o projeto de formação bilíngue, que está para ser implementado no currículo a partir do dia 07 de agosto deste ano.

Uma das mais tradicionais cidades gaúchas, com seu casario colonial e marcas fundamentais na cultura rio-grandense, Pelotas e seus mais de 300 mil habitantes, devem receber com o empreendimento o melhor da vida em comunidade e também o cosmopolitismo de um projeto inovador. “Uma obra como esta é boa para toda a comunidade, porque valoriza muito a região”, observa Kauê Valério, lembrando que o espaço também pode ser usufruído para momentos de lazer e comércio também para não moradores. “A população da cidade necessita de espaços onde possa passar seu tempo livre, de forma agradável, em um ambiente bacana e seguro. E acho que o bairro vai proporcionar isso também.”

“Em toda a região, não existe nada parecido”, opina o presidente da Unimed Pelotas, Dr Luís Olímpio Dias Jordão. “Nos faltava uma infraestrutura de prédios melhor planejados, como é a proposta do Quartier”, concorda o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Pelotas, Fernando Estima. Segundo o gestor, havia uma demanda reprimida (há muitos anos) por imóveis com tecnologias atualizadas. “Hoje estamos atraindo mais gente da própria região. Há muitas pessoas que querem ancorar suas vidas em cidades melhor estruturadas. Inclusive estamos investindo para atrair mais empresas de inovação e tecnologia, que é a quarta onda de desenvolvimento. E esse é um público que quer qualidade de vida, quer morar em bairros mais calmos, com uma cultura mais positiva”, completa Estima, destacando que o novo bairro é muito bem-vindo. “Pelotas tem fatores complementares de qualidade de vida, pra atrair novos moradores, a exemplo da cultura e da gastronomia.”

“O Quartier é uma forma de pensar um bairro bastante inovadora e interessante, que valoriza muito toda a área central da cidade”, reforça o presidente da Unimed Pelotas. Para ele, esta é uma forma de qualificação da ocupação de regiões urbanas que deve inspirar novos projetos. Jordão comenta que a entidade tem interesse, inclusive, de ocupar o prédio planejado para a área da saúde dentro do empreendimento. “Para nós, seria uma forma de complementar nossos serviços”, observa o presidente da Unimed Pelotas. Atualmente, a entidade está investindo em torno de R$ 35 milhões na construção de seu primeiro hospital, com 62 leitos. “Será destinado a atendimentos de média complexidade e internações curtas”, informa Jordão, Inserida em uma área de 8 mil m², localizada a cerca de 200 metros do novo bairro, a obra está em estágio adiantado e deve ser entregue até o final do ano. Atualmente, a sede da Unimed Pelotas oferece serviços ambulatoriais e de laboratório de análises clínicas e centro de atendimento.

No que se refere a auxiliar o desenvolvimento e atração de novas famílias para a cidade, o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo destaca a importância de se ter bairros planejados com toda uma tecnologia agregada, desde características de cuidado de meio ambiente e energia sustentável até uma área segura para lazer. “Hoje em dia a população exige cidades melhor organizadas, com boas universidades, mobilidade urbana, conexão aérea com grandes centros, qualidade de vida, segurança, abastecimento permanente em questões de infraestrutura (energia e fibras ótica). Todos esses pontos positivos Pelotas já tem para oferecer, com a vantagem de ser uma cidade com economia diversificada”, conclui.

 

Crédito das fotos: Divulgação