Besthome | Tecnologia de painéis arquitetônicos
15819
post-template-default,single,single-post,postid-15819,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Tecnologia de painéis arquitetônicos

Ao longo dos anos, as técnicas da construção civil sofreram inovações e partiram de bases empíricas para tecnologias altamente padronizadas e, por vezes, inovadoras.

A Joal Teitelbaum, desde o ano de 2009, começou a planejar a implantação da tecnologia de fachadas pré-moldadas com painéis arquitetônicos. O segredo do sucesso dessa tecnologia está no fato de ter um parceiro que domina e conhece o sistema e que está integrado com o departamento técnico da gerenciadora desde a fase de pré-construção.

O resultado do processo é um revestimento de fachadas com material de alta durabilidade, isolamento térmico e acústico diferenciado, baixo nível de manutenção e uniformidade dos acabamentos. Para que isso ocorra, é fundamental um planejamento embasado em experiência, tecnologia de ponta e equipe diferenciada de projetistas.

A partir disso, a Revista Best Home realizou uma entrevista com o diretor da empresa Stamp Painéis Arquitetônicos, para explicar um pouco mais sobre essa tecnologia.

 

Best Home – Como surgiu a Stamp? Em quais cidades já atuaram?

Fernando Gaion – Em 1994 foi instalada, em Tamboré, Barueri (SP), uma fábrica de painéis pré-fabricados arquitetônicos, por meio da parceria de uma construtora brasileira e a pré-fabricadora canadense Bétons Préfabriqués du Lac (BPDL), com o objetivo de implantar no mercado brasileiro essa tecnologia. Nesse sentido, a Stamp foi pioneira no desenvolvimento de uma nova maneira de projetar e pensar as obras. A marca Stamp firmou-se no mercado pela tecnologia, qualidade de produtos e serviços e atendimento aos clientes. A Stamp realizou obras em vários estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

 

Best Home – Como é a parceria técnica e tecnológica com a BPDL?

Fernando Gaion – Os nossos calculistas e projetistas têm constante trocas de informações      com o corpo técnico da BPDL, e assim mantemos nossa equipe atualizada com as novidades e novas tecnologias do mercado mundial.

 

Best Home – Existe alguma diferença nas técnicas utilizadas pela BPDL em suas obras pelo mundo em relação às utilizadas pela Stamp no Brasil? Em quais países a BPDL está presente?

Fernando Gaion – A tecnologia na execução dos painéis Stamp é a mesma que a BPDL utiliza nas obras do Canadá e dos Estados Unidos.

 

Best Home – Como é feito o acabamento superficial do painel?

Fernando Gaion – Quem define o acabamento é o próprio cliente ou o arquiteto por ele delegado. No sistema Stamp, não existe nenhum padrão em termos de acabamento, permitindo liberdade de criatividade ao cliente. A partir da matéria-prima do concreto, criamos misturas que permitem obter o efeito desejado, seja ele cimento cinza, cimento branco, areia marrom, areia branca, areia fina, areia grossa, pigmentos de todas as tonalidades, pedras cinza, rosa, preta, etc., pequenas, médias, grandes. Os acabamentos superficiais podem ser executados por meio de produtos químicos, retardantes de pega, que atrasam o endurecimento da superfície do concreto, obtendo-se uma superfície com exposição das pedras sem perder a sua característica (cor e brilho); do jateamento com vidro, que serve para retirar a camada superficial do concreto e expor as pedras, mas com alteração na cor e brilho; do polido, obtido por meio de maquinários similares aos utilizados para polimento de granito; e dos revestimentos cerâmicos ou de granito, que são inseridos durante a produção do painel no momento da concretagem, garantindo melhor controle de qualidade e durabilidade.

 

Best Home – Em que tipo de edificação essa tecnologia pode ser utilizada?

Fernando Gaion – Os painéis arquitetônicos podem ser usados em qualquer tipo de edificação, tendo a função estrutural ou apenas de fechamento: shoppings, hospitais, escolas, edifícios comerciais, edifícios residenciais, data center, entre outros.

 

Best Home – Os painéis arquitetônicos atendem às exigências da norma de desempenho? Vocês dispõem de ensaios que comprovam o atendimento?

Fernando Gaion – Os painéis arquitetônicos da Stamp atendem à norma de desempenho por meio dos ensaios: verificação de resistência ao fogo em parede sem função estrutural; determinação de isolação sonora, com siliconagem; estanqueidade à água de chuva, considerando-se a ação dos ventos, em sistemas de vedações verticais externas (fachadas) e esquadrias; verificação do comportamento de SVVE exposto à ação de calor e choque térmico; resistência ao impacto de corpo mole; e resistência ao impacto de corpo duro.

 

Best Home – Quais as vantagens de utilizar os painéis arquitetônicos em uma obra?

Fernando Gaion – Os privilégios da utilização dos painéis Stamp podem ser mais bem notados quando o grupo de trabalho e o gerente da obra têm a possibilidade de elaborar juntos os projetos, a partir da fase de desenho. Tipo de textura, modulações, módulos eficazes e econômicos, sistema estrutural, procedimentos e cronogramas de montagem, tudo isso são considerações importantíssimas na evolução de um projeto. O tempo utilizado para a planificação tem retorno na forma de construção acelerada e economia de custos. Então, recomenda-se trabalhar de maneira a se conseguir um esforço de grupo, com o objetivo de se atingir economia e qualidade.

As vantagens dessa tecnologia e maneira de se fazer são as seguintes:

  • Liberdade de desenho: a diversidade de desenho é possível graças às soluções que utilizam técnicas de produção industrial, chegando-se a um resultado de realizações únicas. Essa flexibilidade existe em cores, texturas, dimensões e modulações, de maneira que se consegue obter expressões estéticas, tanto como resistência ou graça. Além disso, os painéis Stamp podem harmonizar-se com os outros materiais já existentes num prédio.
  • Plasticidade: o concreto de alta resistência é um material de qualidade, com plasticidade inicial que responde muito bem às necessidades dos arquitetos. A utilização de formas repetitivas faz com que projetos com formas complicadas se tornem economicamente possíveis.
  • Desempenho acústico: devido à alta massa específica do concreto utilizado na fabricação dos painéis Stamp, o resultado em termos de isolamento acústico é excelente.
  • Desempenho térmico: a composição dos painéis Stamp com revestimento interno de dry-wall confere ao conjunto uma excelente condição de isolamento térmico, trazendo vantagens expressivas aos sistemas de ar-condicionado devido à redução de carga térmica.
  • Durabilidade: os painéis arquitetônicos podem ser equiparados a um produto tão natural quanto uma pedra de granito, oferecendo um máximo de durabilidade, e com manutenção mínima a ser efetuada, utilizando-se sabão e jato d’água.
  • Manutenção reduzida: a qualidade e a durabilidade dos painéis eliminam os custos decorrentes de patologias indesejáveis.
  • Controle de qualidade: os painéis Stamp, feitos na fábrica, permitem melhores condições de controle, assegurando qualidade uniforme, tanto das dimensões quanto da cor ou da textura. Finalmente, a pré-fabricação permite a inspeção do acabamento antes da montagem na obra.
  • Resistência ao fogo: os painéis Stamp são não combustíveis, com capacidade inerente de resistência ao fogo.
  • Economia de tempo: a pré-fabricação, combinada com velocidade de montagem, ajuda a ganhar tempo na construção. Os painéis são fabricados durante o início dos trabalhos de fundação, permitindo a entrega e montagem conforme cronograma de construção pré-determinado.
  • Fechamento rápido: a utilização dos painéis Stamp permite acesso mais rápido para a entrega da equipe de acabamento e minimiza os atrasos ocasionados pelas condições climáticas.
  • Administração da obra: o baixo efetivo e a concentração de todos os insumos necessários à execução da fachada em um único fornecimento permitem redução de pessoas e processos de controle envolvendo almoxarifado, encarregados de produção e qualidade, serviços de medições de diversas atividades, compras, contas a pagar, entre outros.
  • Segurança: simplificação dos sistemas de segurança do trabalho pela redução do efetivo e concentração de responsabilidades.
  • Perdas: redução drástica das perdas de materiais e serviços das diversas etapas que deixam de existir, bem como expressiva redução dos custos de limpeza permanente e remoção de entulhos.

 

Best Home – Quais são os cuidados que o usuário final deverá ter com a fachada ao longo da vida útil dos painéis?

Fernando Gaion – Em empreendimentos localizados em áreas urbanas, onde a poluição significa preocupação constante com relação à longevidade dos prédios, é evidente a importância da conservação e limpeza das fachadas. Com o tempo, é natural que as impurezas e poeiras se acumulem nas superfícies e nas juntas, que necessitarão, portanto, de limpeza periódica dependendo da intensidade da sujeira depositada. Os painéis arquitetônicos Stamp necessitarão de manutenção mínima, ou seja, uma lavagem geral a ser realizada regularmente. Essa lavagem nada tem relação com a durabilidade ou não do painel, mas simplesmente com o incômodo do nível de sujeira acumulado nele. Preferencialmente, os painéis arquitetônicos de seu empreendimento devem ser lavados com o máximo cuidado, por empresas especializadas e profissionais conhecedoras dos agentes de limpeza a serem utilizados, bem como da correta aplicação de água sob pressão. A limpeza das juntas de silicone também exige cuidados, devendo ser feita por escovação com escova macia de náilon, com auxílio de detergente neutro.

Os rejuntamentos entre painéis permitem garantir a estanqueidade das fachadas do edifício. Sugerimos que uma vistoria das juntas (flexibilidade, aderência, falhas…) seja realizada no momento de cada lavagem da fachada. Se for necessária a reaplicação de silicone em alguns pontos, insistimos na necessidade de que o produto utilizado seja o mesmo aplicado no início e especificado no manual de uso e manutenção do condomínio, e, sobretudo, que seja aplicado por pessoas competentes, para que se evitem danos e desperdício de material. Enfim, a inspeção do resultado final é primordial para que a qualidade do serviço seja assegurada.

 

Crédito das fotos: Divulgação