Joal Teitelbaum | Revista Best Home – Edição 44
16297
page-template-default,page,page-id-16297,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive
 

Revista Best Home – Edição 44

Edição 44 – Ano 10 – Fevereiro, Março e Abril 2015

EDITORIAL DO MÊS

Quando olhamos o universo e até onde a vista humana alcança, nosso infinito visual é de uma tranquilidade celestial. Mas se sabe que não é assim. A cada segundo de tempo medido conforme o nosso sistema solar, incontáveis turbulências ocorrem, quer na expansão das galáxias, quer no surgimento e desaparecimento de corpos celestes, quer ainda naquilo que caracteriza a autofagia daquela matéria que ocupa parte do universo e para a qual ainda se busca explicação.

Vindo ao microcosmo deste planeta que é a nossa melhor casa – e ao que tudo indica ainda por considerável espaço de tempo –, tem-se também as turbulências, que vamos chamar de crises.

Algumas são decorrentes de fenômenos naturais nos quais o ser humano não é protagonista, embora alguns acidentes chamados de naturais e decorrentes, por exemplo, de desmatamento, desvio de cursos de água, acelerada queima de combustíveis fósseis e afins não se enquadrem em acidentes naturais.

Todavia, ocorrem crises e turbulências que emergem de ações exclusivamente de responsabilidade humana e se refletem na qualidade de vida dos habitantes de um país, de uma região e do próprio planeta. Sabe-se quais são. Reduzir a frequência ou impedir que aconteçam somente será obtido com perseverança e antepondo valores de integridade que serão tão eficazes quanto for o grau de cultura da sociedade.

Pois são crises dessa magnitude que trazem as maiores oportunidades. Elas ajudam a separar o joio do trigo. Tem-se presente os avanços e conquistas na totalidade das atividades que o ser humano desenvolve. Na direção em que olharmos, lá se encontram as oportunidades. Se se desenvolver um ciclo que vá da austeridade à integridade, não há como deixar de se alcançar o círculo virtuoso e isolar as causas ou causadores do círculo vicioso.

Esses conceitos estão explicitados na linha editorial da Best Home e perduram e expressam a história de nossa empresa por mais de meio século. O mais significativo é que acreditamos naquilo que estamos ajudando a construir.

Joal Teitelbaum
Diretor-presidente