Joal Teitelbaum | Revista Best Home – Edição 49
16292
page-template-default,page,page-id-16292,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive
 

Revista Best Home – Edição 49

Edição 49 – Ano 12 – Junho, Julho e Agosto 2016

EDITORIAL DO MÊS

HOMENAGEM AO ENG. JOAL TEITELBAUM

para JOAL TEITELBAUM,

A humanidade adentrou a quinta dimensão. Explica: Euclides, há mais de 2.000 anos, criou duas dimensões (comprimento e largura). Passam-se 1.600 anos, e Descarte cria a terceira dimensão, surgindo a geometria espacial. Mais 300 anos, e Einstein inclui a quarta dimensão: o tempo. Hoje e após Einstein, com o conhecimento dos fatos que surgem em tempo real, tem-se a quinta dimensão: a velocidade, como consequência dos avanços proporcionados por Bill Gates, Steve Jobs e alguns outros precursores. Afirma-se, pois, que nessa visão o Tempo não tem Futuro”.

JOAL TEITELBAUM nasceu em Uruguaiana, em 9 de junho de 1937. Aos sete anos, mudou-se com a família para Porto Alegre e passou pelos Colégios Israelita, Ruy Barbosa e Julio de Castilhos, onde concluiu o curso secundário em 1955, quando conquistou o Prêmio Júlio Prates de Castilhos como melhor aluno do estabelecimento. Formou-se na Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no ano de 1960, quando foi orador da turma. Fundou o Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum em 24 de outubro de 1961, dedicando-se a administração e coordenação de construções em sistema de preço de custo e grupo fechado, com mais de 750 mil m2 construídos no estado do Rio Grande do Sul. Casou-se no ano de 1962, com Raquel Teitelbaum, com quem teve quatro filhos.

JOAL TEITELBAUM desenvolveu um modelo de negócios inovador em sua empresa familiar, por meio de uma qualificada e profissionalizada gestão de obras a preço de custo. Sempre deixou claro que “O cliente paga pelo que recebe e recebe pelo que paga” e que “os ganhos somente têm sentido quando divididos com todos os intervenientes do processo”. Há alguns anos, o Escritório de Engenharia Joal Teitelbaumpassou a ser dirigido por seus filhos Jader, Claudio e Flavio. Além de premiações nacionais e internacionais na área da qualidade, da inovação e da sustentabilidade, conquistou todos os troféus do PGQP (bronze, prata, ouro, diamante – este por duas vezes) e o emblemático Prêmio Nacional da Qualidade da Fundação Nacional da Qualidade, o que eleva a organização à categoria de Empresa de Classe Mundial.

Desde 2004 a empresa atua também em mais duas unidades de negócios: gerenciamento de obras para terceiros e consultoria em sistemas de gestão. Além dessas unidades de negócio, desenvolveu relevantes projetos, como o CONARTE, constituído em 1986, que interliga a arte de construir com as demais artes, o CONSERVE (1995), fazendo convergir a construção com a preservação ambiental, e a Revista Best Home, que ruma para a 50ª edição. Foi idealizador do Prêmio Guerreiro Empreendedor, outorgado a empresas, organizações e personalidades que se destaquem por sua integridade, ética, sustentabilidade, responsabilidade social e interação com a sociedade.

Desenvolveu inúmeros projetos sociais. Recentemente, dirigiu ações para as áreas institucionais e para o apoio à sua esposa, Raquel, que, depois de desempenhar várias funções por mais de dez anos, há seis preside o Lar da Criança Anne Frank, que atende cerca de 150 crianças de 3 a 12 anos de idade no Município de Viamão/RS.

Na área pública, JOAL TEITELBAUM foi diretor-geral do Departamento Aeroviário do Estado do Rio Grande do Sul de 1965 a 1969, quando foi criada a primeira autarquia aeroportuária da América do Sul, e secretário-geral do Conselho Estadual da Indústria da Construção (CEICOS), de 1978 a 1989.

De 1978 a 1995, foi diretor da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e representou a construção brasileira na Federação Interamericana da Indústria da Construção (FIIC) e na Confederação Mundial da Construção (CICA), de 1978 a 1995. De 1991 a 1995, representou o setor no Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade (PBQP).

Presidiu, entre 1996 e 2016, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Chile (CCIBC/RS) e o Comitê das Rotas de Integração da América do Sul (CRIAS), abrangendo os 12 países da região, e, entre 2005 e 2009, o Conselho Diretor do PGQP, Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade.

Apresentou palestras na ONU, em todo o continente americano, na Europa e também na Ásia. Tem trabalhos arquivados na Biblioteca do Congresso (Washington, DC/EUA) e na Biblioteca Britânica, em Londres, Inglaterra.

JOAL TEITELBAUM foi, ainda, vice-presidente internacional e membro do Conselho Superior do PGQP, membro do Conselho Superior da FEDERASUL, do Conselho de Comércio Exterior da FECOMERCIO e do Conselho de Inovação Tecnológica da FIERGS. Como presidente do Conselho Diretor do PGQP, representou o setor privado do Brasil na American Society for Quality (ASQ) e seguiu fazendo parte da Rede Mundial de Qualidade, abrangendo a América, Europa, Ásia e Oceania, até seu passamento, em 22 de junho de 2016.

JOAL TEITELBAUM foi, também, um dos únicos brasileiros convidados a se tornar academicianda International Academy for Quality (IAQ) e membro do Conselho Global e do Board of Directorsda ASQ. Seguiu trabalhando ativamente na rede dos World Partners dessa instituição, na qual, em maio de 2016, apresentou trabalho na conferência da ASQ em Milwaukee sobre “A situação da Qualidade na América Latina” e sobre “Gestão da Água”.

Entre os inúmeros reconhecimentos com que foi agraciado, destacam-se a Medalha do Mérito e Diploma do Serviço Público, em 1986; Medalha do Centenário da Escola de Engenharia da UFRGS; Condecoração com a Medalha da Integração Simon Bolívar (2000); título de Engenheiro do Ano da Sociedade de Engenharia (2003); título de Cidadão Honorário do Município de Porto Alegre (2005); Reconhecimentos da ASQ pelo trabalho desenvolvido em Inovação e Qualidade (2006 e 2011); diploma de Academician da Academia Internacional da Qualidade (2007); Medalha Flores da Cunha, outorgada pelo governo do estado do RS por sua meritória ação pela causa da Qualidade (2010); Diploma de Reconhecimento concedido pela Organização Europeia da Qualidade (2011); Medalha Visionários do PGQP (2011); condecoração do governo do Chile no grau de Comendador – Medalha Bernardo O´Higgins (2013). Neste ano de 2016, recebeu homenagem póstuma do PGQP com a Medalha Líder Realizador.