Joal Teitelbaum | Revista Best Home – Edição 56
16545
page-template-default,page,page-id-16545,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive
 

Revista Best Home – Edição 56

Edição 56 – Ano 13 – Junho, Julho e Agosto 2018

EDITORIAL DO MÊS

O mundo que queremos

Uma sociedade que preza por valores e princípios íntegros, pela geração de valor, pela cooperação, regida por regras claras, que estimulem a meritocracia e punam exemplarmente os delitos, e representada por entes públicos com essas mesmas características, tem excelentes fundamentos para prosperar.

Inúmeras são as boas práticas ao redor do planeta que exemplificam essas ações. O Brasil, infelizmente, vem passando por uma crise de integridade que não será vencida se os cidadãos de bem não iniciarem um movimento pela ética e pela adoção de regras claras em nossa sociedade. Ocupamos a 80ª posição no ranking que avalia a competitividade de 137 países, elaborado pelo World Economic Forum. Tal posição é resultante da falta de planejamento e de investimentos posicionados de forma equivocada nas diferentes rubricas do orçamento da União.

O nível precário do Brasil em termos de infraestrutura colabora em muito para essa situação. Dado o investimento inferior ao necessário, o impacto do custo logístico no PIB brasileiro beira os incríveis 12%. Falando sobre esse tema e também aquele afeito à integração sul-americana, esta edição traz ampla reportagem acerca do X Congresso Internacional das Rotas de Integração da América do Sul, ocorrido no mês de junho, em Porto Alegre.

Tratando também do tema competitividade, trazemos um artigo com o americano Paul Borawski. Ele aborda o tema “Sucesso”, fazendo uma série de analogias que tornam simples e direta a sua compreensão. Fala da importância dos líderes e da forma como devem transformar pessoas exemplares em equipes de excelência.

Passando pelos temas de turismo, cultura e responsabilidade social, o leitor terá o prazer de ler uma leve entrevista com a escritora Lya Luft e também obter mais informações sobre as obras gerenciadas pela Joal Teitelbaum, assim como os grupos de investimentos em formação.

Uma série de opções em termos de tamanho de unidades, tipologias, valores e modalidades de investimentos estão à disposição do cliente final e do investidor, com unidades na planta, em construção e prontas para morar.

Juntamente com esses empreendimentos, a Best Home apresenta mais detalhes dos empreendimentos corporativos, que vêm sendo gerenciados por meio do SGI: uma obra para a Ajuris (Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul) e para a Stihl, o seu R&D Center, em execução na cidade de São Leopoldo.
Por meio desses empreendimentos, com especial atenção aos pilares de gestão, inovação e sustentabilidade, a Joal Teitelbaum busca atender aos anseios da comunidade e fidelizar seus clientes. Com integridade e propósito, busca trabalhar para um mundo melhor, fazendo sua parte para que o Brasil e, em especial, o Rio Grande do Sul, voltem a ocupar lugar de destaque na economia mundial.